Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

voei

voei

https://www.youtube.com/watch?v=MrTehs_UNqg
15
Out15

se perguntarem por mim diz que ...voei

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

 

hqdefault.jpg

 

 

voei até ti para te abraçar...Há quanto tempo não o fazia.

Afaguei-te o cabelo,tentei não olhar-te nos olhos, certamente, te beijaria logo ali,apteceu-me cheirar-te

tocar-te e prender-te mas não foi apenas uma abraço ...

Falas-te de peito aberto, de ti da vida e admiti que para mim,o que eu estava a ouvir não me fazia entender todos os passos e trilhos que fiz para te abraçar

Como se não falassemos a mesma lingua .

quero tanto pensei eu...

Quero o desconhecido do teu olhar,quero as perguntas impertinentes que só tu fazes.

Queria poder abraçar-te,uma vez mais e que o meu abraço fosse o teu abrigo,o teu decanso o teu seguro,

lugar que encontro no teu,rasgo a folha deito no chão ainda por amarotar mais um dia de história de vida em que o sinto incompleto,sem sequencia,faltas tu...

Faltas-me sempre tu...

12
Out15

Lua a chuva...

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

 

0004x26h

 

Olho para trás na tentativa louca de ainda te ver...o comboio tinha partido

Haverás embarcado sem mim, sou rodeada de pessoas que não conheço,o que der repente, me assusta e me faz fugir dali a sete pés.

Prometes-te esperar mas se calhar levei tempo demais a crescer, a amadurecer todas as ideias que plantas-te em mim pensei a olhar a baía refugiei-me ali até ter cicatrizado a dor...

 

Hoje percebo que somos pessoas diferentes,estranhas distantes... Pergunto-me se estás ali porque não fui eu ainda a correr para os teus braços mais que não seja para te abraçar e pergunto-me se toda esta lucidez é significado de algo que ainda não sei interpretar,da maturidade da falta de loucura... E então deixo-me andar numa saudade que não constrói,corroí,numa saudade que não me leva a parte alguma.... Interrogo-me deveras será que deixei mesmo de te amar ...

O que ficou foram memorias ancoradas de nós?? Fecho-me na concha e deixo-me lá ficar espero o mar como te espero a ti sempre,ainda que tenha deixado de te amar Não deixo de acreditar no sonho de ter a paz de espírito de te ter por perto... Quero tanto acreditar num futuro mais colorido numa vida mais preenchida de família de companhia de amor de compartilha ... queria acreditar ainda na magia que tanto movia o meu mundo e o fazia colidir com o teu...

eu in mundo ao contrario 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D