Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

voei

voei

https://www.youtube.com/watch?v=MrTehs_UNqg
14
Mar16

sem direcção

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

E rasgo o céu uma vez mais levanto voou

senão parece-me que me ia cair em cima,o mundo

E rasgo a Página mudo de livro,mudo a música

Dispo a velha roupa

Sigo novamente sem rumo ou direcção parece-me mais acertado dizer

que não do que sim

E sigo rumando a praia de sonhos

de mãos vazias

alma cansada e sem condição seja para o que for para te dar

razão, amor, compreensão

No meu voou não é permitido ver as lágrimas

e as feridas que causas-te em mim...

 

 

 

10
Jan16

just lost

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

Quis devorar-te em palavras

Fazer do silêncio o unico instante em que não me sentirias

Afastei-me pela orla maritima enfrentando a tempestade sem nada a perder

Pedi, ou não para ficares já não me lembro!?

e enfrentei a chuva apteceu-me ficar molhada apanhar a chuva na cara e lembrar-me de tal como ela

eu também estou de passagem na tua vida

Lembrei-me de ser apenas uma gota de chuva que percorreu a tua face o teu peito e morreu algures dentro de ti

Queria que a força do vento levasse com ela a vontade que tenho de te amar aqui ali 

Sem limites ou receios que me causam anseios .

Quis que a chama da minha lareira seca-se toda a água que tinha apanhado mas também ela so me lembrou

o teu olhar ali permaneci eu...

Perdida demais, para pensar, exausta, demais para sentir

deixei-me embalar em mais uma noite sem ti ...

 

blog.jpg

 

11
Dez15

Apreendi a voar sozinha...

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

 

tumblr_mj9n1t6xDi1r031djo1_500.jpg

 

 

 Voei mesmo,cheguei perto de ti,afaguei-te a face...

Sentei-me na esperança de te dizer

o quanto o teu olhar mexe comigo, queria atravessar a tela.

E abraçar-te desalmadamente...

Mas a mente é tão traiçoeira ...

Mas acredita que a muito que já não sabia sequer o que era

"

Querer , da forma como te quero e espero pelo teu beijo

pode ser repetino pode até nem acontecer

que ja te beijei com o olhar desde o primeiro instante 

e pintas-te o meu mundo e eu vi

... cores   "

E rasgo o céu...

mesmo de noite,sem medos rumo a ti...

Não porque comande

por o que ultimamente sinto por ti não tem comando

se me irás causar dor...

terás de me dar Amor

A fasquia é demasiado elevada...

 

Não sei se mais alguma vez na vida serei visitada por esse mistério

Amor

Se for VIVE E DEIXA VIVER

 

 

 

30
Nov15

voei mesmo

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

 

 

 

Ao ver a porta, a luz do velho candeiro,percebi que tinha chegado inesquecivel parece me que nunca saí na verdade daqui ainda me senti,na velha e tonta menina que te ama muito em segredo

Que timidamente se engradece de tudo o que sente por ti mas o cataloga em impossivel.

Quis abraçar-te logo, mas o tempo fez-me perceber que não posso andar de peito aberto para a vida.Tudo para mim era novo com a estranheza de quem sempre pensou que te conhecia que fazia parte da tua vida que te amava.Não me importava nem de ser o quadro na parede que te pode contemplar todos os dias.

-mexes tanto comigo,pensei secretamente e o que melhor existiu entre nós,é que ao teu lado a vida parece mais azul...e eu consigo me sentir a pessoa boa que sou ...

 

Contigo a capacidade de amar, sonhar ,fica mais perto contigo ainda me aptece fazer saber deus porque?!

Castelos na areia,rir até doer a barriga, passear de mãos dadas só porque sim,contigo aptece-me ir a lua e voltar contigo quero tudo e enquanto quiser desta forma

Não consigo aceitar seja quem for na minha vida ..

Queria por momentos poder regressar no tempo fazer-me entender que sempre foste quem amei,

Mas vivi ... fui feliz... infeliz já nem me culpo mais 

Só sei que me doi a ausencia que sofro quando te digo até ja

pode levar segundos

anos

meses 

entre nós nada é previsivel dai te amar na incerteza que te vou ter

Dai amar cada segundo como o ultimo

Dai desejar dizer ao mundo que te amo,na semana seguinte ja nada faria sentido

Dai viver numa magia envolvida de paixão pincelada entre espaços intensos demais

e ausencias comlpetas de ti 

incerta a vida com certezas momentaneas

desperto o amor que existe por ti

deixo-me ir novamente na leveza que é amar-te como amo incondionalmente 

tudo o que mais queria era estar ai poder abracar-te,fazer parte da tua vida

é locura?

bem sei...

 

15
Out15

se perguntarem por mim diz que ...voei

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

 

hqdefault.jpg

 

 

voei até ti para te abraçar...Há quanto tempo não o fazia.

Afaguei-te o cabelo,tentei não olhar-te nos olhos, certamente, te beijaria logo ali,apteceu-me cheirar-te

tocar-te e prender-te mas não foi apenas uma abraço ...

Falas-te de peito aberto, de ti da vida e admiti que para mim,o que eu estava a ouvir não me fazia entender todos os passos e trilhos que fiz para te abraçar

Como se não falassemos a mesma lingua .

quero tanto pensei eu...

Quero o desconhecido do teu olhar,quero as perguntas impertinentes que só tu fazes.

Queria poder abraçar-te,uma vez mais e que o meu abraço fosse o teu abrigo,o teu decanso o teu seguro,

lugar que encontro no teu,rasgo a folha deito no chão ainda por amarotar mais um dia de história de vida em que o sinto incompleto,sem sequencia,faltas tu...

Faltas-me sempre tu...

12
Out15

Lua a chuva...

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

 

0004x26h

 

Olho para trás na tentativa louca de ainda te ver...o comboio tinha partido

Haverás embarcado sem mim, sou rodeada de pessoas que não conheço,o que der repente, me assusta e me faz fugir dali a sete pés.

Prometes-te esperar mas se calhar levei tempo demais a crescer, a amadurecer todas as ideias que plantas-te em mim pensei a olhar a baía refugiei-me ali até ter cicatrizado a dor...

 

Hoje percebo que somos pessoas diferentes,estranhas distantes... Pergunto-me se estás ali porque não fui eu ainda a correr para os teus braços mais que não seja para te abraçar e pergunto-me se toda esta lucidez é significado de algo que ainda não sei interpretar,da maturidade da falta de loucura... E então deixo-me andar numa saudade que não constrói,corroí,numa saudade que não me leva a parte alguma.... Interrogo-me deveras será que deixei mesmo de te amar ...

O que ficou foram memorias ancoradas de nós?? Fecho-me na concha e deixo-me lá ficar espero o mar como te espero a ti sempre,ainda que tenha deixado de te amar Não deixo de acreditar no sonho de ter a paz de espírito de te ter por perto... Quero tanto acreditar num futuro mais colorido numa vida mais preenchida de família de companhia de amor de compartilha ... queria acreditar ainda na magia que tanto movia o meu mundo e o fazia colidir com o teu...

eu in mundo ao contrario 

28
Set15

...

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

5.jpg

 

 

pensei tanto em chamar por ti e nada feito deixei-te ir 

pensei tantas vezes em abraçar-te e o tempo passou não há abraços que te predam...

Queria desesperadamente não sentir a solidão de todas as noites estender a mão para o lado e não encontrar só a Maria,gostaria de encontrar o amor.

Por vezs nunca percisava de palavras sabia exactamente e nem percisava de ouvir ...hoje o silêncio coagula o meu sangue e não me deixa mentir...

Quis desesperadamente não te amar...hoje faz me imensa confusão não te ter

Assusta-me correr atrás e não quero este viver

Então deixo-te sempre ir no acaso das minhas palavras e ideias deixo sempre a saudade na mesinha de cabeceira

e adormeço na esperança de cativar coragem...

ou para te procurar amar ainda mais,ou simplemente esquecer-te pensei que a dualidade não doia quando percebi

que não quero mais isto para mim 

Não é pelas borboletas que me causas no estomago mas por tudo 

o que faria

para te amar.

07
Set15

tudo o que rouba o ar ...

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

Beijo a sua pele com saudade...mas com a delicadeza de quem já a conhece...

Abrigo-me no seu olhar sem que se aperceba...e desejo...desejo que percebas que te amo

Como deveras não consigo amar outro ser humano...

quando toquei os lábios...sabia-me-lhe o gosto mas nao imaginava sequer a saudade que tinha de os beijar...

NÃO sei defenir o que me une a ti e me da tanta força de viver...

Sou de ti sem saber de mim...

quando te aproximas cae por terra tudo aquilo em que pensei,não me roubas o ser  nem alteras quem sou...

Apenas me roubas o rumo...

Que o pensamento ...

só ruma a ti.

dispo-te com o pensamento e faço amor contigo só por transmissão,desejo te loucamente e desta tenho de to dizer.

 

2.jpg

 

 

15
Ago15

rasga a pele que há em mim

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

vai...permite-te quebrar as regras

vai sem medo do não que possas ouvir,vai rumo á lua aos pensamentos absurdos que guardo a teu respeito.

Vai sem nunca olhares para a tristeza que te vê passar,ruma a lua mas vai por mar...

Leva contigo a memória amarga e fria que depositas-te em mim,

Leva a roupa os livros nunca deixes bagagem na vida de alguém vai e promete-me que nunca dirás sequer que me amas-te,ou que me fizes-te feliz.

 leva o odor do teu perfume e deixa-me a brisa do mar,deixa-me recolher conchas,com ela.

Deixa o enigma resolvido e tudo a postos em cima da mesa...

Nunca olhes para trás...o ontem não volta e o amanhã pode não chegar...

contigo a beira mar

eu in#mundoaocontrario#2015

lost_love_by_camillathesmilie.jpg

 

13
Ago15

keep smile...keep shining

Sónia Maria Da Fonseca Pereira

Interogavas-me vezes sem conta sobre em que pensava eu...

e eu,naquele instante so desfrutava simplesmente olhar para ti...aqueles momentos ficaram, gravados na fita do rolo da vida e quando a saudade aperta...rebobino e vejo-te a sorrir...

O SORRISO aberto para a vida para os sonhos...

Meu porto de abrigo...nos meus sonhos permaneces...

Como uma história que guardei na estante dos livros não publicados,das vontades ...que me possuem o pensamento, é mais forte que eu não consigo dominar as letras que irrompem directamente a ti...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D